25 de novembro de 2011

skype¹

A primeira vez que a gente se falou no skype foi ainda em janeiro (2010). Eu não lembro o dia, mas lembro bem que ele tava como uma camisa de flanela xadrez, que eu adorei. Ele ligou, eu atendi. Os primeiros momentos foram muito constrangedores, pois afinal a gente MAL tinha se conhecido e a webcam por si só já é meio intimidante.

Passada a tensão da primeira ligação, o skype virou o nosso melhor aliado. Com o tempo, virou a nossa rotina. A gente se falava todos os dias a noite. "It's the highlight of my day", ele gostava de dizer. Também era a melhor parte do meu dia.

Quando eu ainda morava lá nos EUA, conseguiamos nos falar pelo celular. Eu criei o hábito bonitinho de acordar ele com uma mensagem de bom dia, já que a hora que o despertador dele tocava, eram dez horas da manhã no meu fuso horário.

A nossa relação começou assim, na base da conversa. Não dava para ficar um olhando para cara do outro sem falar nada, né?! Então a gente conversava para bem de podermos nos ver. Para nunca faltar assunto, falávamos sobre tudo.

O tempo voava e a gente se conhecia cada vez mais, de uma forma que eu não conhecia muita gente que eu via todos os dias. Estávamos longe, mas ficamos muito próximos; nos tornamos amigos, antes de namorados.

Uma semana depois da visita dele, a minha irmã foi passar 45 dias comigo lá nos EUA. Então dividíamos o computador, ela falava com o namorado dela e eu falava com ele. Foi nessa época que ele conheceu a minha irmã. Pela internet, mas conheceu. Acho que é por isso que ela entende bem a nossa história.

Ela voltou para o Brasil no dia 8 de abril. Ele já tinha as passagens compradas para ir me ver de novo no dia 16 do mesmo mês. Já era primavera nas terras americanas e as coisas entre nós estavam desabrochando cada vez mais rápido e ficando muito fora do meu controle, mas de um jeito bonito que nem as flores.

5 comentários:

  1. Esse post me lembrou dois momentos: uma noite de pizza na minha casa e uma noite de aniversário no cruz. Em ambos esse tal skype foi protagonista - totalmente compreensível!

    Amo

    ResponderExcluir
  2. Eu IA descrever exatamente isso..que sintonia!

    Amo, amo.

    ResponderExcluir
  3. Ai, o skype. Em relação a isso sou uma ótima irmã :D nunca me importei deles conversarem enquanto eu dormia (ou não) hahah. ainda bem que muita coisa eu não entendia..heheheh!beeijos

    ResponderExcluir
  4. Muito bacana teu blog, parabéns!
    Se bobear essa história vira livro!
    Gabi Tiecher

    ResponderExcluir
  5. Essa cena do skype com o entregador de pizza vai virar post qd chegarmos lá! Merece, né?! hahhaha

    Obrigada Gabi!! Fico feliz que tu tá acompanhando! :) Vem sempre!! beijokas

    ResponderExcluir