9 de agosto de 2012

conta de fadas

Março de 2012.

Fairy tales MY ASS! Eu sei que a nossa história parece um roteiro barato de uma comédia romântica previsível e que todo mundo torce para um final feliz. Até eu torço para um final feliz, é da nossa natureza. Fomos criadas entre cinderelas, abobóras, principes e carruagens. Fomos condicionadas a acreditar em sapatinhos de cristais e felizes para sempre.

Acontece que a gente cresce e aprende da maneira mas dicífil que não somos princesas e que não existem sapos a serem beijados e sim sapos a serem engolidos. Somos pessoas reais e enfrentamos os altos e baixos da vida com a cabeça erguida, mesmo sem ter coroa para equilibrar. Somos de verdade e não existe ilusão melhor que verdade, por pior que a verdade seja.

Para começo de conversa, tenho mãe, não tenho madrasta. Mãe é o vínculo mais difícil de quebrar. Mãe é fod*, com o perdão da palavra. Haja príncipe e cavalo branco para fazer a gente ir morar longe da mãe.Tenho uma irmã, que não é má, apesar de ser um pouco general, só pensa no meu bem e faz de tudo para tornar a minha vida mais fácil, para me tornar mais fácil. 

Tenho um irmão caçula, uma avó risonha, um pai espirituoso, um cachorro preguiçoso e nunca estive presa numa torre. Tenho uma carreira, um punhado de amigos e não preciso lavar o chão de ninguém. Mas essa parte da história, ninguém nos contou. No final, todas nós queremos ser beijadas, ter o feitiço quebrado e sermos libertadas do nosso cotiadiano de reles mortais.

Por muito tempo, tive um conflito enorme com isso. Parte de mim queria ser humana parte de mim queria ser sereia. Pobre Ariel. Eu queria viver o conto de fadas, sem tirar os meus pés do chão. Finalmente, me rendi. Parei para observar as pessoas ao meu redor e me dei conta que histórias de amor acontecem todos os dias. Sem glamour, mas com brilho no olhar. Sem varinha de condão, mas com mágica na ponta dos dedos.

Todo mundo guarda um grande amor numa caixinha ou vive um grande amor, com todos os tropeços dos quais são feitos amores verdadeiros. Apesar de ter morado muitos anos em Encantado, não sou princesa, não tenho príncipe, mas tenho meu maior tesouro, um baú de possibilidades embaixo da cama. Quem escreve a minha história sou eu. E a minha história não tem fim. Ser feliz é um caminho.


14 comentários:

  1. tá muito certa! Muito lindo e VERDADEIRO teu texto de hoje! Parabéns e não desista NUNCA, Ser Feliz é a melhor coisa do mundo :)))
    Beijos Grandes
    e o desejo que sejas sempre muitoooo FELIZ!
    PS: não deixa de escrever! Mesmo que tua história chegue nos dias de hoje!

    Marta Gentilini

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Martinha!!! :) Tbm te desejo tudo de bom sempre! Enquanto tiver gente para ler, eu continuo escrevendo hehe. Mas ainda vai demorar um pouco para chegar nos dias de hoje!! beijao!

      Excluir
  2. Lindo, Fabiana!! Parabéns! :)
    Vivi Rocha

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo teu texto..até me emocionei! hehehe te amo.

    ResponderExcluir
  4. Ameiii Fabih, muito lindo!!
    beijos Dai Fontana

    ResponderExcluir
  5. Lindo! Eh bem por ai mesmo Fabiana! Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Olá Fabiana! Descobri seu blog por acaso, agora a pouco (umas 3 horas atrás), fazendo uma pesquisa sobre Malibu no Google. Grata surpresa ter te encontrado! Desde então não parei mais de ler, parece aqueles livros q te prendem e fazem vc esquecer da vida. Uma história linda q já me fez rir, chorar, rei e chorar ao mesmo tempo, torcer mto por vcs, por esse amor tão lindo. Vcs estão de parabéns por terem construído essa história tão linda.
    No mais, meu marido tb é skatista, gosta tanto q resolveu trabalhar com isso, e sempre q íamos a Orlando ele se acabava na pista da Vans (q fechou em janeiro). Bom, escrevi Td isso só pra dizer q tô te acompanhando a partir daqui :) bjinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora! Li teu comentário antes de dormir e peguei no sono sorrindo! haha Muito obrigada pelo carinho!! Que bom te ter aqui no blog! Volta sempre!! Vocês moram aonde? beijao :)

      Excluir
    2. Eu moro no Brasil, em Caraguá, litoral norte de SP. Estão convidados a vir qdo estiverem no Brasil (sei q deve ser bem corrido, mas se sobrar um tempinho venham curtir a praia aqui na Ilhabela) a casa é simples mas o convite é de coração. Comentei de Orlando pq é meu lugar preferido no Mundo...rs, ano passado estive lá 4 vezes...rs, coisa de gente louca, mas amo aquela cidade.

      Os elogios são mais que merecidos, vc deveria realmente pensar em escrever um livro. Juro q me senti terminando o primeiro livro de uma série, daqueles que o segundo ainda não foi nem publicado, e me deu uma agonia não ver mais o botão 'postagens mais recentes' aparecendo ali embaixo do texto...rs

      E q vergonha, escrevi ontem tarde, no iphone (q corrige td errado) e acabou ficando um texto todo errado, espero q tenha entendido...rs

      Não demora mto pra postar tá, continuo curiosa! Bjão
      Bjão!

      Excluir
    3. Ai Muito obrigada!!! Ilhabela deve ser lindo!! Vcs também quando passarem por Vegas, aqui tem um quartinho! Pois é, imaginamos que vocês morassem aqui pelos EUA. Eu nunca fui em Orlando, mas um dia vou! hehe

      Quanto ao livro, vou escrevendo aqui no blog, quem sabe um dia, alguém me publica!! :) Tenho atualizado o blog religiosamente toda a quinta-feira, então tu já sabe quando voltar. :D

      Guria, nem notei erros de nada, mas iphone é um saco mesmo!! Nos encontramos aqui quinta!! Muito obrigada de novo!!! beijão!

      Excluir
  7. Amazing story. Some (All) of us are really in the need of this SHOCK WAVE of reality. Yeap. Reality. This love story is indeed reality. This is life. In all it's collors. All it's forms. All it's turns. Thanx!

    ResponderExcluir