24 de agosto de 2012

zodíaco

Ainda março de 2012.

Um dia, nós estávamos jogando conversa fora no Skype quando começamos a falar de signos. Ele, como boa parcela dos homens, acha essa história de horóscopo uma bobagem. Eu disse que até pode ser mesmo, mas que tem muitas coisas na descrição do meu signo que correspondem a minha personalidade e que ele deveria ler um dia desses.

Ao que ele, espirituosamente, respondeu: - Eu não preciso ler sobre o teu signo para saber que tu és detalhista, exigente, perfeccionista e mimada!

- [hahaha] Ok, deixa pra lá.
- Babe, eu te conheço.
- Será que chove?

Ele me conhece mesmo, muito bem. Melhor que o zodíaco e muitas vezes, melhor que eu mesma. Apesar de termos passado mais tempo separados do que juntos a gente se conhece bem, muito bem. E isso era bom e ruim ao mesmo tempo. Porém, mais bom do que ruim.

A boa notícia de março é que os Estados Unidos entrou no horário de verão, que não é no verão. Eles chamam de Daylight Saving Time - em uma tradução livre e tosca, horário de aproveitamento da luz do dia - e vai de março até novembro. Ou seja, praticamente o ano inteiro.

Enquanto isso, o Brasil saiu do horário de verão no final de fevereiro. Então, vem comigo, o Brasil atrasou o relógio uma hora e os Estados Unidos adiantou o relógio também uma hora. Resultado: a diferença no nosso fuso horário caiu de 6 para 4 horas, facilitando muito a nossa vida em diferentes hemisférios.

De qualquer forma, quatro horas ainda era muito tempo. A contagem regressiva para estarmos no mesmo fuso horário continuava. 1 mês e meio. Abril estava batendo na porta e eu já tinha algumas despedidas à vista. Aguenta coração.

6 comentários:

  1. Ufa! Como sempre mto bom! Desculpe a cobrança, é q sou mto curiosa...rs
    Bjos
    PS: embarquei um casal pra Los Angeles na quarta passada e eleles chegaram em Vegas dia 22. Lembrei de vc! Devem estar curtindo mto sua cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Débora fico feliz com a cobrança, fico me sentindo importante! hahah pode conbrar sempre!! :) Ai, eles pegaram uma semana bem boa, não tava 200 graus!! Um dia vc tem que vir visitar tbm!! beijoka

      Excluir
  2. Uau, acabei de passar a madrugada toda lendo seu blog!

    Me reconheci um pouco na sua história e você me deixou um pouquinho aliviada por saber que, no meu caso, estou "apenas" do outro lado do país.

    Entendo completamente o que significam as despedidas de aeroportos, as contagens regressivas, as agonias e, principalmente a dúvida, de não saber se é um "tchau" ou um "adeus".

    Estou "curtindo" o meu período em cima do muro, bem entre aspas mesmo. A minha "desculpa" é que quero me formar primeiro, mas nem eu sei se aguento esperar isso tudo. Adorei o que você disse sobre o sentimento nessa frase: "difícil é confiar no sentimento que esse pessoa te pela gente, principalmente quando a gente não consegue regar." Me identifiquei muito.

    Fabuloso o seu blog. Ironicamente encotrei numa pesquisa aleatória no Google com a frase "quero me casar", tentando arranjar um norte, ou fugir mais um pouquinho.

    Enorme o meu comentário, rs. Espero que você tenha lido até o final.

    Com certeza sou a mais nova leitora assídua e voto na ideia de que você deve escrever um livro com a sua historia. Você adora escrever e faz isso maravilhosamente, confesso que chorei e sorri nessa madrugada.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natalia! Desculpa por te roubar o sono. Essa minha história me tirou o sono tantas vezes, que eu nem sei se tenho coragem de ler tudo que eu já escrevi. Pensei em reescrever em inglês, mas não tenho energia! ME SUGA!

      Enfim, de qualquer forma, fico muito feliz que tu tenhas te identificado um pouquinho. Estar do outro lado do país, continente ou mundo, não faz diferença para o coração. O simples fato de não estar junto é que incomoda, mesmo estando um em cada esquina.

      Achei UM MÁXIMO que tu achou o meu blog em um pesquisa "quero me casar". Mais uma prova de que o "não" é relativo, depende só da gente. Isso vira até um post :)

      Aproveita teu período em cima do muro, "curte" o benefício da dúvida, não apressa teu tempo, mas não te acomoda. Quando a hora chegar pula para um lado ou para o outro. Pular é melhor do que ficar em cima do muro!!

      Não só li, como adorei o teu comentário. Muito obrigada pelo carinho. Vou te esperar sempre aqui! Beijos e boa sorte!

      Excluir
  3. Oi Fabi ! Nooooossa ! Mas que intimidade é essa meodeosdocellll ! Rs... Essa coisa de horário de verão enche o saco dos solteironas como eu , mas pode ajudar a vida das apaixonadas como vc ! Que bom né ? Mas o que é o horário de verão para um coração apaixonado ? Corre pro abraço linda ! bjs prá vc , amo sua história e seu blog ! Lana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lana!! É engraçado, porque como escrevo a minha vida do avesso aqui, tem muita gente que sente que me conhece há anos. Eu não me importo não, até gosto. O objetivo é esse mesmo :) Pode chamar e Fabi!!

      o coração, essa mula, não sabe nada de fuso, de mapa, de nada. hahaha aproveita a solteirice! Beijão, obrigada pelo comentário! :

      Excluir