18 de outubro de 2012

las vegas - chima

Maio de 2012.

Chegamos em Vegas naquela tarde de domingo (13). A casa estava praticamente do jeito que eu deixei em outubro do ano passado. "Eu estava te esperando para decorar o resto", ele disse. Morar em Las Vegas, não era tao bom quanto o simples fato de dividir aquela casa com ele, novinha, com cara de começo.

A casa, sem dúvida alguma, era grande demais para nós dois. Então já tínhamos resolvido que assim que eu chegasse, iríamos adotar um novo morador. Já naquela primeira semana, intensificamos as buscas por um cachorrinho para encher a casa grande. Reviramos a internet, fomos nos canis com animais para adoção, olhamos nos classificados e nada. Não encontramos nenhum que fizesse o nosso coração bater mais forte. 

Até o que o Jared chegou em casa com um jornalzinho antigo, Nifty Nickel, que eu nunca tinha visto. Abri na página dos classificados sem expectativa nenhuma e li "seis labradores à venda". Ele não queria labradores, por serem muito comuns. Todo mundo tem um labrador nesse país. Mesmo assim, eu continuei lendo: 4 filhotes pretos, dois cinzas. Labrador cinza? De repente, estávamos os dois entusiasmados. Já deve ter sido vendido, concordamos.

Do mesmo jeito, ligamos e, para nossa surpresa, só tinha sobrado um cinza e custava 800 dólares. 800 dólares? Era muito dinheiro, era uma passagem de ida para o Brasil. Abrimos a caixinha das economias. Tinha mil, mas era para uma emergência e achamos melhor não gastar. Dormimos com o labrador cinza na cabeça.

Amanheceu o domingo (20), exatamente uma semana depois que eu cheguei em Vegas, a dona dos filhotes ligou perguntando se ainda estávamos interessados, porque tinha surgido outras pessoas que o queriam. Diante daquela ligação, a gente se olhou e pensou junto: emergência!

Abrimos a caixinha e pegamos a estrada para Pahrump, uma cidadezinha que fica a uma hora de Las Vegas. Estávamos em alas, fazendo uma lista de nomes. Ainda apavorados com o preço, o Jared disse que ia tentar negociar por $600. Que nada. Quando chegamos lá, olhamos para ele e o preço nem importava mais.

Ele era a coisa mais fofa que pode existir no mundo dos filhotes de cachorro. Voltamos para casa felizes! Como ele chorava de noite, eu dormi no chão do banheiro as duas primeiras noites. Afinal de contas, eu sabia como era esquisito essa fase de adaptação. Eu e ele estávamos no mesmo barco. Quase que o Jared me mandou de volta pro Brasil, porque eu tinha trocado ele pelo cachorro na nossa segunda semana juntos.






Ele ficou dois dias sem nome, quase nos matando de agonia. Depois de muitas ideias, o Jared sugeriu Chima e eu adorei! Chima, de chimarrão, em homenagem ao meu saudoso Rio Grande do Sul. Todo mundo aqui acha que ele é menina ou não entende da onde saiu esse nome, mas quem mandou ter uma mãe adotiva gaúcha?

Aos poucos, o Chima foi enchendo não só a casa grande, mas enchendo sofá de pelo, o carpete de xixi e cocô, os móveis e sapatos de mordidas, entre outras peripécias. Mesmo assim, é muito bom ter uma casa cheia com esse amor de cachorro.

18 comentários:

  1. <3 Chima! Mesmo ele achando que tem o tamanho de um poodle toy hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vem nos visitar Mari!! Estamos com saudades de ti!! :D

      Excluir
  2. Adorei a parte da emergência! É bem assim mesmo!

    O Chima já é íntimo nosso...ó falta chegarmos aí e ele fazer de conta que não nos conhece... aff

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. imagina, ele vai amar vcs.. pular em vcs, babar em vcs! hahaha

      Excluir
  3. Ando louca por uma "emergência" dessas tb!!heheh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo Ve!! Para fazer parte do apezinho novo :D

      Excluir
  4. Adorei Fabi, ele é lindo mesmo! Parabéns pela nova adição a família... =)

    ResponderExcluir
  5. desculpa, mas acho que você não tem um labrador cinza...
    http://youtu.be/6ifSudReeuM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, nao precisa pedir desculpas. Ele ja foi muitas vezes confundido com weimaraners. Inclusive, a gente achou que ele poderia ser uma mistura de weimaranner com labrador. No entanto, a veterinaria fez uma pesquisa na raca e descobriu que existem sim labradores cinzas puros, apesar de raros. Isso porque o cinza eh uma variacao do labrador preto ou ate do chocolate. Conhecemos os pais e um avo dele e eram sem duvida labradores. Isso sem falar que ele nao tem o porte e os musculos dos weimaraners. Enfim, ele eh um labrador! E cinza :D Lindo, lindo. De qualquer forma, muito obrigada pelo comentario e pelo video. Muito informativo! Quem sabe um dia nao adotamos um desses?!! :)

      Excluir
  6. Isso é o que eu chamo de amor animal!!! Rs ... Bj Fabi Lana

    ResponderExcluir
  7. Não tinha como não se apaixonar né? Lindo demais, a cara da mamãe!! hehe
    Saudadona!!!
    Amooo

    ResponderExcluir
  8. Você não me conhece, eu não te conheço, mas não vou poder deixar de comentar!
    Estava eu procurando dicas para casar em Vegas (vou de férias agora em novembro, já sou casada, mas não dá pra deixar passar!) e achei seu blog buscando no google por "quero me casar em vegas".
    Ok, o resultado não foi bem o que eu esperava, mas a forma como vc escreve, e todos os percalços desta história de vcs, me fizeram ler seu blog do começo ao fim! Sim, isso mesmo, perdi um dia inteiro fingindo que trabalhava lendo o seu blog!
    E por isso não podia deixar de comentar! Parabéns pela história linda, por não desistir do amor e por fazer acontecer!
    Pena que já acabei... agora vou ter que voltar ao trabalho! kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada :) Pois eh, acho que vou ter que escrever sobre como as pessoas que querem casar em Vegas sempre acham o blog no google! hahaha eh uma certa ironia. Desculpa pelo dia de trabalho perdido! Fica a vontade para curtir a pagina no facebook e acompanhar o fim dessa jornada! Vou te esperar aqui! =)

      Excluir
    2. Quer coincidência maior ainda... me casei no dia 17 de abril de 2010! =)

      Excluir
    3. hahaha que legal Ariane!!! :) 17 de abril de 2010 eh um dia FOFO mesmo! hehe

      beijokas, volta sempre!

      Excluir
  9. Como assim labrador cinza? Nossa, ele é lindo demais. Apesar de eu desaprovar a compra de filhotes, esse com certeza valia cada centavo. Tô apaixonada <3

    ResponderExcluir
  10. Pois eh Gabriela, eu tbm nao sabia que existia ate ler aquele anuncio no jornal. Existem algumas controversias, mas eles existem sim! :) Ai eu tbm sou contra a compra de filhotes e ate tentamos adotar, mas aqui em vegas so tinham chihuahuas ou mixes de pitbull. Nada contra a raca, sei que depende mais do dono do que do animal, mas eu nao me sinto confortavel com pitbulls! Entao, nao resistimos e acabamos comprando! Obrigada pelo comentario! Volta sempre!

    ResponderExcluir