4 de abril de 2013

thanksgiving

Novembro de 2012.

A melhor coisa da chegada do inverno aqui é o thanksgiving, uma combinação mágica de comida, família e frio. Por ser uma tradição dos Estados Unidos, o meu coração não fica apertado por estar longe do Brasil. Para mim, é um feriado drama free. Bem diferente do Natal.


Além disso, é a data que a gente faz questão de ir para a casa dos pais do Jared. Eu adoro curtir o aconchego da casa da sogra, visitar os amigos da escola, bater papo com a cunhada e passear por Lincoln. A cidade, apesar de ser a capital da Nebraska e ter mais de 250 mil habitantes, tem uma atmosfera de cidade bem pequena, com um clima amistoso e aquele bairrismo tão meu.

Eles dizem que tudo da Nebraska é melhor, orgulhosos bastardos que nem os gaúchos. Lincoln é a boa vida e/ou a vida boa. É mesmo.

O bônus da viagem é a visita dos avós dele. Esse ano, com 97 anos e ainda dirigindo 3 horas até a casa dos pais do Jared para nos verem e, como se não fosse o suficiente, trouxeram uma torta de cereja dos deuses, feita pelo seu Harry, com as cerejas colhidas no quintal (alôu, juventude?). Fofura demais. Da próxima vez, eu que vou na casa deles.


Entre família e amigos, o feriado fica pequeno. O tempo passa voando, com a mesma rapidez que em Pelotas, no meu Rio Grande do Sul, não dá tempo de ficar com todo mundo o tempo que a gente gostaria, mas dá aquela recarregada nas energias. Não existe lugar melhor no mundo daquele  que a gente pertence.

Las Vegas é a nossa casa, mas não é o nosso lugar, nem o meu, nem o dele. A gente sabe disso. Talvez, uma dia mude ou, talvez, a gente se mude.

Nesse sentido, ver o Jared no lugar dele é revigorante. Ver ele interagir no mundo dele, mundo esse em que eu não sou o centro das atenções é sempre uma descoberta para mim. Porque, apesar de eu ser mimada demais, ser o centro das atenções cansa.

Para eu tentar me encaixar nesse mundo novo, toda vez que eu vou para Lincoln, eu passo por um ritual de restaurantes favoritos e coisas que eu TENHO que comer e ainda pular de bar em bar e tomar o drink famoso de cada boteco. Por exemplo, tomar o fish bowl [aquário] no Duff's ou o elk creek water [água do riacho do veado (??)] no Sandy's Bar, mas eu ainda me vingo dele e faço ele tomar um mato rato no bar da Ruth, em Encantado.


Tudo isso sem falar nos shots e nos drinking games. É muito amor e muita ressaca, sempre.

Entre um drink e outro, uma fofoca e outra com o clube das esposas e namoradas, eu me pego observando ele, leve, solto, interagindo, rindo de alguma piada interna, curtindo os amigos e os amigos curtindo ele, do jeito que eu curto.

Sabe quando a gente se reapaixona? Sabe aquela luzinha que pisca dentro da gente, quando a gente dá de cara com as fotos de infância da pessoa que a gente ama? Loirinho, fofinho, amado. Ou quando aquela tia babona, lembra do aniversário de dois aninhos e do bolo de macaco que ele queria? Ou ainda quando a gente dorme no antigo quarto no sótão?

Agora ele é meu, junto com o quarto no sótão e toda a bagagem que ele trás da vida. Eu quero um bolo de macaco também.


O domingo chega antes da ressaca ir embora e já é hora de despedida de novo. A mesma coisa: choro, abraço, mala, aeroporto, saudade antecipada... Essa vida ainda acaba comigo. Não posso dizer que foi a vida que eu escolhi, mas escolhi esse amor que veio com essa vida e tenho que aprender a lidar com isso. Super mereço um bolo de macaco!


12 comentários:

  1. Lindo. Sem palavras (esses são os melhores)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Thais, muito obrigada pela visita e pelo comentario. Dei uma esiadinho no Proscatinadores Cronicos e achei uma delicia de ler :) beijos

      Excluir
  2. Ai q delícia!!! Adoro esses momentos de reencontros....família...amigos....
    Pq ele tem q morar em Las Vegas, Fabi? Com oq ele trabalha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, pois eh, a empresa que ele trabalha mudou para Vegas e trouxe ele junto! Ele trabalha com uma distribuidora de prdutos para cabelo oO shampoo profissional eh o que ha! :P O que me da a ideia de um dia escrever um post so sobre ele. Nao? beijo beijo

      Excluir
    2. Funcionário bom é assim mesmo, a empresa quer levar pra onde for. E o produto é bom? Indica prazamigas! rs
      Escreve um post sim, a gente ia adorar ler! Mil bjos

      Excluir
    3. Menina o produto é bom sim. Chama Paul Mitchell. Acho que tem ai no Brasil em salões de beleza e lojas especializadas. Eu uso os que vem com defeito na embalagem, agora por sorte se estragaram uns para cabelo ondulado ahahaha, mas todas as linhas sao boas. Aqui não se encontra no supermercado.

      Nao sei, se é o clima seco de Vegas ou o shampoo mesmo, mas meu cabelo aqui é mil vezes melhor que ai no Brasil. Vou colocar aqui na lista um post sobre o Jared e vou dizer pra ele que foi a pedidos :P talvez eu faça ele escrever hehehe beijokas

      Excluir
  3. Ôh coisa boa esse clima íntimo e familiar né? A vida vai e vem e no final o que conta mesmo são esses momentos tão especiais... Tão bom ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha sem falar na comilanca ne Lana?! :D bom demais. beijokas

      Excluir
  4. Oi Fabi!

    Nunca ouvi essa expressão para o thanksgiving day, mas eu mais do que concordo: "drama free". rsrsrs

    Ultra apropriado!

    Também adoro este dia! Na casa do meu noivo tem toda uma tradição e comilança o dia todo... família... riso... e é o que vc disse... quando a gente olha todos eles alí se divertindo... não tem como não se reapaixonar...

    Bolo de macaco merecido pelo post! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Cláudia, pq em todos os outros feriados eu fico pensando na minha família reunida no Brasil, na comida boa da minha mãe, daquele jeito!!! Thanksgiving é sem esse estresse!

      Guria to com teu último comentário guardado no email para te responder, mas o tempo foi me engolindo. Ai adorei o seu blog, vou tentar te acompanhar lá tbm! Fiquei triste que vc teve que apagar uns posts! Aqui tbm tive resistência no começo, daqui a pouco passa, vc vai ver! beijos e não para de escrever!!! =)

      Excluir
  5. Tu merece muito mais que um bolo macaco por essa maneira particular e sensível de ver e viver as coisas. Quanto orgulho da minha amiga!! Bom saber que, mesmo não sendo a tua, tens uma família para te aconchegar por aí quando é feriado!!!!
    Amo tu!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D da mesma forma que a tua família tbm já me aconchegou num feriado, né?! devo ser mesmo especial hehe :) amo amo beijo, saudade absurda.

      Excluir