6 de setembro de 2013

tudo muda, muda tudo

Agosto/Setembro de 2013.

O Jared é exatamente quatro semanas mais velho que eu. Não é um mês e sim quatro semanas. Por isso, o nosso aniversário cai sempre no mesmo dia. Ele nasceu no dia 4 de agosto de 1986. Eu nasci no dia 1º  de setembro também de 1986. Não façam as contas, estamos mais pra lá do que pra cá.

A vida é uma coisa maluca. A gente nasceu bem pertinho um do outro e ao mesmo tempo bem longe. Vivemos a maior parte das nossas vidas em países diferentes. Aí um dia, de todos os outros dias, no meio de tantas outras pessoas, a gente se encontra. Muda tudo.

Ouvindo histórias de como casais se conheceram pela primeira vez, me faz concluir que o amor é uma coisa quase aleatória. No entanto, como pode esse sentimento tão forte nascer de algo tão casual, como a fila do bar ou até a do banheiro? Será que é tudo obra do destino mesmo?

Eu sei que tem essas pessoas que se conhecem a vida inteira e um dia se apaixonam, mas até nesses casos, tudo começa em um dia qualquer, de todos os outros dias. Um dia essas pessoas começam a se olhar diferente. O que muda? Tudo muda.

O amor muda tudo e muda quase todos. Todo ano, quando chega a época dos nossos aniversários, eu me pego pensando que enquanto eu crescia, ele crescia. Ele aprendia andar e a falar e eu andava e falava. Ele fazia cinco anos, eu também. Aprendemos a ler, a escrever, a somar. Eu ralava os joelhos andando de patins e ele deslocava o ombro andando de skate.

Fomos para o ensino médio mais ou menos juntos, namoramos outras pessoas, fomos pra faculdade, viajamos, nos divertimos com os nossos amigos e um dia qualquer nos encontramos e tudo mudou para sempre. Não é uma loucura isso? 

Romantismos à parte, esse foi o primeiro ano que comemoramos os nossos aniversários depois de casados (no civil). Aniversário do meu marido, aniversário da minha mulher. A terminologia sempre nos engole. 

No dia do aniversário do Jared, meu marido, eu me desdobrei em dez, menti a torto e direito que ia fazer uma torta e que ia no supermercado comprar as coisas que faltavam, mas eu tinha mesmo era encomendado um bolo de sorvete que ele adora. Porque, né, achei que ele não merecia uma torta feita por mim, considerando o fato de que eu não sei fazer tortas.


No meu dia, ele foi proibido de comprar bolo, porque não estou podendo comer bolo. Mas ele foi fofo demais e elaborou uma caça ao tesouro com os meus presentes. No auge dos meus 27 anos, ele consegue fazer eu me sentir uma criança. E, tá vai lá, ganhei cupcakes e comi só um. Esse aqui da foto.


Claro que faltou a família e os amigos de sempre nos dois dias, mas tudo mudou e agora a gente virou a família e os amigos um do outro. Não precisava ter mudado tanto, mas a mudança é sempre um pacote fechado. Mudou sem a gente querer, quase sem a gente perceber. Foi aquele dia que mudou tudo. Ainda bem.

14 comentários:

  1. ouuuunnnnnn, lindooo!!!!

    Beijosss,

    Michi

    ResponderExcluir
  2. Um dia, uma escolha, e tudo muda. Fica difícil acreditar que não estava "escrito nas estrelas" hihi
    Lindo texto, difícil traduzir sentimentos tão bonitos em palavras tão bem escritas.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada annita! o destino nos pegou de jeito mesmo! :) beijao, amanhã tam mais.

      Excluir
  3. E eu ainda insisto em ler teu blog em dias de TPM... lindos vocês!!
    Saudades sempre!!
    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahha minha madrinha choronaaa! :P saudades mega!! hega logo novembro! beijo beijo <3

      Excluir
  4. Se os olhos falam como todo mundo diz , acho que pela foto ouvi os olhos dele dizendo : "Não adianta que não divido com ninguém"
    E eu aqui babando né ?

    Bjs
    P.S. Só prá esclarecer, babando pela torta ...
    ; )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lana, a torta tava uma delícia. Pior foi que durou um mês no freezer. E continuava boa! hahaha Vc devia ter vindo pra Vegas, acho que ele te dava um pedacinho hehehe

      beijokas

      Excluir
  5. Que leve esse texto. Que lindo vocês.

    Saudades. Beijo Sil

    ResponderExcluir
  6. Lindo seu blog! Adorei! Beijooos de Brasília!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito obrigada Ludmila :) volta sempre! beijos de Vegas pra Brasília!

      Excluir
  7. Perfeito...as linhas terminam sem a gnt perceber.

    ResponderExcluir