8 de novembro de 2013

malas prontas

Para falar a verdade, as malas já estão semi-prontas desde o começo de outubro. Eu adoro fazer malas, não me contenho. O Jared implica comigo, mas não me incomodo. Vou colocando tudo na mala. 

De lá para cá, eu venho só adicionando mais e mais tranqueiras. Estamos levando umas coisas super absurdas, como 15 bloquinhos de madeira para colocar números nas mesas. Estes, que irão na bagagem de mão porque parecem pacotinhos de droga. Então, se está na bagagem de mão, pelo menos a gente consegue explicar o que eles realmente são. Imaginem a confusão!

Outras coisas que vão na mão, não é nem na bagagem de mão, é na mão mesmo, são o meu vestido e o terno do Jared. Com o histórico dele de perder malas no caminho para o Brasil, esse assunto nem entrou em discussão. Tudo que vamos vestir e usar no dia do casamento vai dentro do avião com a gente. Coladinho.

Nas malas que vão no bagageiro do avião, estamos levando 60+ pares de chinelo para a galera dançar até o amanhecer. Torçam para que a imigração não ache que estamos contrabandeando chinelos. Isso, entre outras bizarrices e presentes, que resolvemos comprar aqui em função do custo e tempo curto que teremos no Brasil.

Posso dizer para vocês que acredito que está tudo sob controle. É só ir e chegar com tudo bonitinho lá. Saímos daqui em menos de 24 horas! Coração na mão. Ao mesmo tempo que quero entrar logo no avião, já estou sofrendo com saudade antecipada do meu Chima, que vai ficar sob os cuidados dos meus vizinhos fofos.



Enquanto a hora de embarque não chega, estamos aqui ficando lindos de viver para o grande dia!



PS. - Não me esperem semana que vem, estarei surtando esperando meus convidados internacionais no aeroporto. Sur-tan-do. Beijos para minhas leitoras queridas. Torçam para eu não perder o pouco da sanidade que me resta e até a volta! =)