26 de dezembro de 2013

maratona

23 de novembro de 2013.

A festa continuou no dia seguinte com um churrasco bem gaúcho na casa dos meus pais. Familiares, padrinhos e amigos de longe passaram o domingo com a gente, o que deu para compensar um pouco a loucura da noite de sábado e ter uma conversa maior que duas palavas com cada um.

Foi um dia lindo, de novo. Sol, festa, comida, bebida e gente querida. Eu gostaria de ter me transformado em uma esponja para absorver tudo e mais um pouco de tudo mundo, mas juro que vou parar de reclamar.






Cada grupo que ia embora no decorrer do dia, se despedia, batia foto na frente da casa, acenava um tchauzinho enquanto alguém secava uma lágrima teimosa. E assim foi o domingo, um dia nostálgico por si só, que virou especial e cheio de memórias, com boa parte das minhas pessoas preferidas no mundo.


Segunda, terça e quarta, nos transformamos em guias turísticos e alugamos uma van para levar os americanos e franceses ainda em Charmed City para conhecer os encantos do Vale do Taquari. Eles adoraram e a gente também. Comemos do bom e do melhor, com destaque para o carreteiro de carne de churrasco com feijão, feito pelos meus pais. Não sobrou nem o cheiro!

 

Na quarta-feira de manhã, o nosso último grupo de convidados foi embora e nós podemos curtir exclusivamente a minha família e amigas de Encantado por dois breves dias. Rápido demais, chegou a hora de arrumar as malas de novo.

Sexta-feira nos despedimos da minha vozinha amada, que voltou para Pelotas. Seguimos para a Porto Alegre, para ficar junto com a minha irmã, que estava em semana de provas e de quebra passar mais tempo com meus tios que moram na capital.

Sábado fomos nos camelôs, porque o Jared precisa ir aos camelôs quando vai para o Brasil. Não me perguntem porquê. Finalmente, as 6 da tarde nos dirigimos para o aeroporto. Pela primeira vez, eu tinha o Jared comigo para passar pelas portas do portão de embarque. Mil vezes melhor do que atravessar solo

No entanto, mesmo assim ainda foi difícil. Como já falei aqui, acho que nunca fica fácil. Meus pais tiveram que sair um pouco antes da gente ir embora. A pior parte daquele tchau prematuro foi ver a minha mãe chorando e pedindo desculpas por não poder ficar mais aquele pouquinho. 

Meu coração se quebra em mil pedaços com o fato de que, por causa da minha escolha, eu privo ela diariamente de passar tempo comigo e no entanto ela é quem me pede desculpa por não poder ficar mais um pouquinho no aeroporto. Ai, ai.

Acho que é o tipo de coisa que a gente só entende quando se torna mãe. Falando nisso, a pressão para netos e sobrinhos já começou, mas aviso aos navegantes que os herdeiros vão demorar. Por milhões de infinitos motivos.

Viemos embora. Dessa vez, tive o ombrinho do marido para deitar e espantar a tristeza de ir embora. Assim que descemos do avião em Miami, ele olhou para mim e disse que já estava com saudade do Brasil. Eu também.

Ao mesmo tempo, eu estava com saudade de casa e, principalmente, do nosso Chima. Ainda por causa da Expedia ter trocado o nosso itinerário na última hora, tivemos que fazer uma escala de cinco horas em Miami. Cinco horas, depois de quase 10 horas de voo é para f@$%& o C* do palhaço, né?! Preciso ficar rica logo para acabar com essas palhaçadas de conexões intermináveis.

Depois da longa espera no aeroporto, tínhamos outras infinitas cinco horas de voo até Vegas. Não nos deram nem amendoim para passar o tempo. Eu já não tinha mais sono, posição ou paciência. Graças a Deus, chegamos e os amigos que nos levaram no aeroporto estavam lá nos esperando.

O Jared entrou em casa comigo no colo como manda o figurino, mas não temos fotos porque estávamos acabados! O vizinho já tinha deixado o Chima em casa a nossa espera. Tomamos banho, comemos uma comida chinesa, o ápice de prático, barato e reconfortante e caímos mortos na cama.

Assim foi a nossa lua de mel, dormimos das seis da tarde até às seis da manhã do outro dia! A gente tinha um cansaço físico, mental e emocional enorme. Acho que a lua de mel mesmo será só no ano que vem, numa prainha qualquer no caribe, quando a gente tiver dinheiro e disposição de novo.

Aliás, durante toda aquela semana ficamos no fuso horário do Brasil, indo dormir às oito da noite e acordando às seis da manhã, que nem um casal casado à trinta e cinco anos. Parecíamos uns loucos (na minha cabeça) tomando café e assistindo às notícias às seis e meia da madrugada. Por vontade própria.

No final de semana seguinte, regulamo-nos. Mal nos situamos em casa de novo e já começamos a nos organizar para o final e semana seguinte. No dia 6 de dezembro, já voávamos para Lincoln, para a nossa festa de casamento lá!

Vamos de novo! Arrumar as malas, encomendar bem-casados, acertar detalhes com o Dj, contratar projetor e definir os pormenores da decoração. Eu não queria me casar, mas acabei virando expert. Juro que agora chega, mas semana que vem (ou na outra) eu venho contar como foi a nossa festinha gelada lá na Nebraska.

_________________________________________________________________________________________

 
Boas Festas!


Espero que o Papai Noel tenha sido bonzinho com todos vocês e desejamos um super 2014 cheio de sonhos realizados e mais sonhos sonhados. Beijo grande nosso.




11 comentários:

  1. meu facebook nuna rosa cardoso,juiz de fora mg. feliz ano novo!!

    ResponderExcluir
  2. Que famílias mais lindas! Desejo toda a felicidade que vocês tiveram em 2013 em dobro em 2014! Muita saúde e paz! E o Chima foi eleito oficialmente o cachorro mais fofo de 2013! Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Annita! Felicidades pra vcs tbm! E um 2014 de CORAGEM! =D
      Beijo grande, estamos te esperando!

      Excluir
  3. E que delícia de maratona, o churrasco estava realmente especial. Cada minuto daquele final de semana foi incrível e ainda não parece verdade, imagino pra vocês!
    Saudades sempre!!!!!!
    Amoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 não parece verdade! Não parece mesmo.
      Ainda bem que temos boas testemunhas! AMO! Saudade continental! haha

      Excluir
  4. Achei seu blog por causa do link... tb não estou muito animada com a ideia do casamento... mas estou gostando muito do que leio por aqui.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo visita Nana, volte sempre! E boa sorte =) beijokas

      Excluir
  5. Oi Fabi,
    Adoro ler blogs, e caí aqui por acaso...amei!
    Estava procurando histórias de quem vive fora do país e encontrei um "livro" pra ler. Rsrs já estava para começar a escrever um blog, mas não tinha coragem, e graças a vc, meti a cara essa semana e fiz um blog pra chamar de meu.
    Grande bj e parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lika, estou super atrasada com a tua resposta! Mas, muito obrigada pela visita e pelo comentario fofo!! Fico feliz que tu embarcou num blog tbm, ja vou dar uma espiada aqui! Sucesso, tudo de bom pra vc! Beijao.

      Excluir
  6. Fabiiii, como assim eu perdi esse post?
    Tava morrendo de saudade e pensando....poxa...faz mto tempo q a Fabi não escreve!
    Meu casamento foi como o seu, moro no litoral mas a maior parte da família é da capital então tínhamos mtos convidados "de fora". Como nosso vôo pra lua de mel era só no domingo a noite, tivemos churrasco na casa dos meus pais no domingo. Foi ótimo!
    Amei as fotos!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, Débora! O post tava aqui te esperando :P
      Muito obriagda pelo carinho de sempre e mais uma vez desculpa pelo sumiço!

      Beijao!

      Excluir