6 de junho de 2014

dois anos depois

12 de maio de 2014. 

Quando no começo as palavras corriam para fora de mim para dentro da página, agora elas sussurram baixinho no meu ouvido sem pressa. Eu escuto e guardo. Não é que, de repente, eu não tenha mais nada a dizer, eu tenho muito, mas não tenho mais necessidade de escrever. Exatos dois anos depois da minha chegada aqui, passou a minha urgência.

Passou aquela angústia, o medo do incerto e do se. Se isso, se aquilo, não tem mais espaço, não me sobra mais tempo. Voltei a viver de verdade, sem conjunções subordinativas condicionais. 

Não que antes eu não vivesse, mas eu vivia menos e pensava mais. Sofria na corda bamba da minha vida, que estava de cabeça para baixo. Foram dois anos no Brasil sem saber o que fazer. E quase dois anos aqui sem saber o que fazer depois de ter feito.

Agora não tem mais depois. Tem agora. Hoje e talvez, amanhã. Quem sabe o final de semana. A vida corre comigo de um lado para o outro, me apresentando pessoas e oportunidades em cada esquina e eu agarro todas. Nada me escapa. 

Voltei ao meu estado estabanado, atrasado, descabelado. Tenha pressa, tenho hora, tenho sono. E durmo depois de um dia cheio sem chorar de saudade no travesseiro. A saudade aperta, mas não machuca tanto. Pego o telefone e ligo, mas não fico com vontade de entrar correndo num avião.

Penso na família e nos amigos do Brasil todos os dias, nem que seja um pouquinho, mas é feliz e não triste. É saudade saudável, com carinho. Com vontade de ver eles logo, quando der. E daqui a pouco dá.

Enquanto isso, trabalho. Trabalho em tudo. De domingo a domingo se precisar. Trabalho é um remédio, quando a gente gosta. É xarope com gosto bom de chiclé de morango. As possibilidades são infinitas do lado de cá. Dá quase para sonhar com um Oscar e preparar um discurso no banho.

Voltei a sonhar grande, talvez não tão grande, mas grande. Vou pegar esse país pelo cangote, fica dito. E enquanto por muitas noites mal dormidas eu pensei que estar casada em um país que não é meu, poderia amarrar a minha carreira, hoje é a melhor parte de ter uma carreira. É voltar para casa e contar tudo para ele, de trás pra frente, e ver olhinhos azuis cheios de orgulho, de apoio e de incentivo. 

O Jared é o meu trampolim e o meu sossego. Ele é a minha vista para o mar no meio do deserto. Sem ele, não saio do chão e por ele mantenho a razão. Não me perco em mim mesma, não alucino. Divido. Vivo. Trabalho. E sonho, com meta, com razão, com plano estratégico e com ele.

E no meio disso tudo, de tanta coisa, de pouco tempo e muito sonho, venho por meio deste me despedir de vocês. Venho relutando encerrar esse capítulo, mas a vida se encarregou de me empurrar para os próximos desafios, para outros desabafos, em outros cantos. Afinal já me casei, casei de novo e ainda fiz uma festa extra para não ficar na dúvida.



Vocês são parte da nossa história. Todo mundo que mandou boas energias, que torceu, que sorrio e que chorou com a gente. Até quem torceu o nariz, debochou e não gostou. Vocês foram meu chão por esses dois anos e meio de blog e acho que sem esse cantinho para organizar as ideias e encontrar coragem eu nunca teria nos dado essa chance. Eu nunca teria me dado essa chance.

Então, fica o meu muito obrigada, pela companhia, pela parceria, pela torcida. Sigam seus corações, mesmo sem entender aonde ele quer levá-los. Fechem os olhos e vão. PULEM!



"Ser profundamente amado por alguém lhe dá força, enquanto amar alguém profundamente lhe dá coragem." Lao Tzu.

Desejo que vocês sejam fortes e corajosos. Amem e se deixem ser amados. Não tem nada que vale mais a pena ou faça mais sentido nessa vida maluca. Beijos e até a próxima aventura! Quem sabe um dia viramos livro. Com carinho, Fabiana.


15 comentários:

  1. Amiga! Tô aqui no meu trabalho (com bem menos gana do que tu) com o olho cheio de lágrima depois desse texto. Vocês são lindos. E repito o que te disse no casamento: obrigada por acreditar no amor. Tua entrega inspira e teu sucesso dá certeza. Tua paz é a recompensa por essa coragem toda. Que orgulho. Que lindo. Tu merece tudo. vcs só não são perfeitos porque moram longe. amo amo. vida longa sem o blog =D Jéss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu quindinzinho! Tu sabe que tu é minha inspiração tbm, que quando eu crescer quero ser legal que nem tu. Obrigada por me ajudar a acreditar no amor, por tornar o nosso dia mais bonito e por sempre acreditar em mim. A gente está morrendo de saudade. Amo amo demais tbm e logo logo a gente se encontra. <3

      Excluir
  2. E como em todos os outros posts você não só me emocionou como me inspirou! Se um dia você resolver escrever mais, sobre qualquer coisa não deixe de me comunicar porque poucas pessoas tem o dom de escrever como você! Obrigada por esses dois anos de emoções!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gisele! Muito obrigada pelo carinho, fico muito feliz que o blog tenha te tocado de alguma forma :) pode deixar que se um dia eu voltar a escrever, venho aqui contar pra vcs! Beijo grande, tudo de bom pra vc =)

      Excluir
  3. Fabi!
    Parabéns pela coragem em seguir seu coração!!!
    E obrigada por nos brindar com tantos textos inspiradores!
    Grande abraço e sucesso!
    Gabi T.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho Gabi!! =) tudo de bom pra vc tbm! beijao

      Excluir
  4. Há um ano eu descobri o blog que mudaria minha vida assim como mudou a tua. Graças às tuas palavras, carinho e amizade hoje aqui estou, minutos de distância. Com certeza valeu a pena, e a cada insegurança nossa tu estás aqui pra nos dizer que vai dar tudo certo! Tu mereces todo o sucesso do mundo, um oscar inclusive! Nós também sempre estaremos aqui para o que vocês precisarem, afinal vocês são um casal maravilhoso e amigos especiais! O blog vai fazer falta, mas eu vou estar acompanhando as novas aventuras de Jarianna de pertinho! Quem sabe um, dois, três ou quatro rugrats logo logo! Bjs, bjs! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Annitinha do meu coração, tu és um dos melhores presentes que o blog me deu! Fico muito feliz de poder ter ajuda e mais feliz ainda te ter vcs aqui pertinho da gente. E, sim, vai dar tudo certo, pq com amor nada dá errado! Tbm estamos aqui para o que vcs precisarem e na torcida para a felicidade de vcs! Os rugrats vão ter que esperar um pouquinho, mas muitas aventuras já estão a caminho, de preferência junto com vcs!! Beijo grande, obrigada por tudo sempre! <3

      Excluir
  5. A Fabiana - minha Fabih - que encerra hoje o blog é uma mulher madura, mais determinada do que nunca e cada vez mais linda - essa beleza de dentro pra fora que invade qualquer espaço que ocupas.
    Amiga, preciso dizer mais uma vez que sempre acreditei em ti?
    Está lá no nosso discurso do casamento: tínhamos certeza de que tu não conquistarias menos do que tudo o que desejas, seja em que país for! Isso porque tu não merece nada menos do que isso.
    Segue teu caminho em paz meu amor. E nós continuaremos aqui, teus fãs e amigos, torcendo, chorando, sorrindo e vibrando contigo a cada passo.
    Te amo!
    Saudades infinita do teu abraço, mas quando der estarei nele e uma hora dá ;D
    Be happy!!

    ps: acho que vou começar a ler o blog novamente do início para não sentir o vazio

    ResponderExcluir
  6. Ai ai. Ja te escrevi, mas vou registrar aqui tbm o meu muito obrigado pela força, pelo incentivo, pelo carinho, compreensão e pelo lugar seguro que é o teu abraço e a tua companhia, pq tu me entende tanto, tu me entende sempre e eu nem preciso me explicar. Muito obrigada por ser minha. Morro de saudades e te queria do outro lado da rua para qq emergência, mas te tenho e te levo sempre no meu coração. Estou aqui na torcida pelos teus voos altos pelo mundo inteiro. Esperando o dia que vai dar pra gente se encontrar de novo. Uma hora dá! <3 Amo muito, muito. Beijo enorme.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o blog e vou querer comprar o livro! Vc trabalha de que em Vegas? Repórter? Quero mudar para o exterior, mas tenho medo de não conseguir emprego. Beijinhos, Ana Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana! Oba! Fico feliz que vc gostou :). Eu sou produtora junior de uma TV local. O mercado de trabalho americano pode ser complicado, dependendo da sua área. Mas no final das contas aqui é a terra da oportunidade, entao sempre se da um jeito! Beijokas. Boa sorte.

      Excluir
  8. Não acredito! Estou me jogando numa aventura bem maluca. Resumindo: conheci meu namorado na copa do mundo e tô correndo pra terra do Tio Sam, a-pa-vo-ra-da.. Aí eu encontro esse blog e fico cheia de esperanças e energia positiva, mas depois eu vejo que acabou.. Ah, nemmm! Parabéns, você escreve como poucos, me ajudou, serviu de inspiração e força! Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Ei Fbi, cadê vc? 2 anos se passaram e como está a vida da Fabi hoje?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debora, querida! So vc pra lembrar de mim :) Tudo bem, correndo, trabalhando, ainda em Vegas, ainda casadissima, ainda maluquinha. E vc? beijao!

      Excluir