Sobre

Este blog é a saída de emergência, a válvula de escape, a explicação de como a palavra casamento surgiu na minha boca antes do tempo e a prova de que planos são feitos para serem mudados. Assim como as pessoas.

Mudei muito com esse amor maduro, desafiador e estranhamente compensador. Mudei tanto, apesar de só perceber minha mudança através das palavras aqui escritas. Sempre tão precisas e sintonazadas com o meu jeito de ver e sentir essas coisas todas. 

Este é o registro de uma história de amor na maior abrangência do termo. Não se trata apenas do meu amor por ele e do amor dele por mim. É sobre amor de pai e mãe, amor de família e amigos, amor pela profissão, pela cultura, amor por nossas raízes. Essa é uma história de auto-conhecimento e, acima de tudo, de amor próprio.

O nosso amor não é de virar a cabeça ou perder o sono. É aquele amor de sorrir sozinho na rua e fazer planos juntos no supermercado. A gente defitivamente não escolhe por quem se apaixona, mas a gente escolhe com quem dividir a vida. A gente escolhe quem a gente vai amar para sempre. "Mesmo que o pra sempre, sempre acabe."

O Não Quero Me Casar é a trajetória desta escolha, com todos os tombos e  tropeços das histórias reais.

Bem-vindos.



"Tão bom morrer de amor e continuar vivendo"

Mário Quintana


5 comentários:

  1. Linda a sua história de amor. =) Vou ficar por aqui para ler os próximos capítulos. ;)

    Joice
    xxxxx

    ResponderExcluir
  2. Obaaa! Obrigada, Joice! Tbm vou dar uma espiadinha nas suas Waves of Joy! xoxo

    ResponderExcluir
  3. quero te perguntar uma coisa me manda teu email bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir